Deu onda

Há vários anos o cenário da música brasileira vem sendo “supreendido” com músicas que viram hit de “uma hora pra outra”, e, grudam como chiclete na cabeça das pessoas.
Alguns exemplos no cenário em geral como “Ai se eu te pego” e “Tchê re tche tchê”, no sertanejo e “Bum bum granada” e “Malandramente” no funk.
Atualmente podemos considerar “Deu onda – O pai te ama” ou na versão +18 “Meu pau te ama” como a nova música nesse estilo.
Mas, comercialmente, será que esses MCs ou mesmo os cantores de outros ritmos esperam pelo sucesso e sabem que as músicas tem um eventual potencial para tornarem-se “chicletes”? E mais: será que existe uma técnica para esse tipo de composição?
Bom, vamos esclarecer que de uma maneira geral, os cantores, MCs e compositores óbviamente esperam que as suas canções façam sucesso, mas, o também que a maioria não tem certeza se o conseguirão.
De qualquer forma, podemos afirmar que alguns conceitos são seguidos para esse tipo de música (sem considerar o fato de algum atleta famoso cantar ou dançar a música em algum tipo de comemoração):



– Polêmica: sim, assuntos polêmicos como sexo ou drogas chamam a atenção;

– Letra curta: não espere que uma música chiclete tenha mais de 3 ou 4 versos, justamente para que sejam fáceis de memorizar;

– Letra com rima;

– Lançamento na época certa: geralmente as músicas chicletes são lançadas no verão;

– Correlação: se lançada num período onde o assunto que a música trata, seja um dos principais assuntos abordados pela sociedade, a música tem chance de estourar.

Agora, seja qual for o conceito empregado, vale uma boa parcela de sorte também!

 

Baixar música

2 Replies to “Deu onda – Música Chiclete”

Comments are closed.